Projetos arquitetônicos: como usar a tecnologia na preservação

Existe uma preocupação universal em preservar todo e qualquer patrimônio, com uma grande movimentação regida por leis de proteção e restauração. Neste artigo, traremos algumas sugestões de preservação de projetos arquitetônicos. As citações a seguir contextualizam o que é considerado um patrimônio:

“Patrimônio é o conjunto de bens materiais e/ou imateriais que contam a história de um povo e sua relação com o meio ambiente. O Patrimônio pode ser classificado em Histórico, Cultural e Ambiental.” – CAU BR.

“Patrimônio arquitetônico são construções representativas, que por seus estilos, época de construção, técnicas construtivas utilizadas, entre outros.” – Direção Geral do Patrimônio Cultural.

Antes de qualquer iniciativa ou proposta de reuso de uma estrutura, existem diversas formas de intervenções a serem citadas para entendermos suas soluções.

Veja as mais importantes na preservação de projetos arquitetônicos:

Preservação de ruínas

Para a preservação de ruínas é necessário prever alguns cuidados especiais para se manter a estrutura, fragilizada pelas intempéries ao longo dos muitos anos a qual foi exposta. Para a preservação das ruínas é necessário levar em conta acessibilidade, sinalização, iluminação, percursos expositivos, entre outros.

Podemos incluir neste caso algumas soluções. Inicialmente, a criação de uma nuvem de pontos para verificação do estado atual da construção, solução contemplada dentro do ReCap. Posteriormente, para acompanhamento e gerenciamento da obra, o Navisworks pode ser utilizado para simular cada etapa do restauro visando sua preservação.

Centro-de-Visitantes-do-Castelo-de-Pombal-COMOCO.-Imagem-©-Fernando-Guerra-FGSG-1024x683 Projetos arquitetônicos: como usar a tecnologia na preservação
Centro de Visitantes do Castelo de Pombal COMOCO. Imagem © Fernando Guerra

Retrofit

retrofit é um processo de modernização que busca requalificar antigos edifícios por meios tecnológicos, usado principalmente em sistemas prediais e materiais modernos, visando sempre melhorar o resultado final e seu desempenho.  

Entre as soluções podemos citar primeiramente o ReCapo qual trataria uma nuvem de pontos da construção em seu atual estado. Para um retrofit de sucesso é importante ter adequações e análises para uma nova solução que seja estruturalmente viável, falaremos então do uso do Robot para tais análises, e posteriormente, propostas de forma com o 3Ds Max, que permite a criação de formas livres, cenários e até mesmo animações do espaço proposto. Para fase de projeto e documentação, o Revit provê todas as ferramentas necessárias para a atividadeFinalmenteo planejamento da execução do retrofit e conservação posterior do espaço se baseia no uso do Navisworks 

Miguel-Couto-Cité-Arquitetura.-Imagem-©-Fabio-Fernandes-1024x939 Projetos arquitetônicos: como usar a tecnologia na preservação
Miguel Couto / Cité Arquitetura. Por Fabio Fernandes

Reconstrução volumétrica

A reconstrução volumétrica refere-se a uma proposta de reconstrução de um espaço em deterioração, quando uma edificação está em ruína e não possui volumetria preservada em sua totalidade, mantendo partes de seu aspecto original e elementos que o compunham. É importante evitar tentativas de uma reconstrução mimética, basear-se principalmente em diretrizes de preservação que prevê a diferenciação dos materiais originários da obra e assim não resultar em um falso histórico.

Para esta solução de intervenção, podemos citar diferentes tipos de reconstrução usados ao longo dos anos, a reconstrução não precisa ser necessariamente física, mas também virtual, fazendo referência ao espaço anterior e sua representação de espaço real, trazendo ao usuário a experiência como ponto principal.

Para se capturar o espaço real, pensaremos inicialmente em uma nuvem de pontos com excelente precisão das informações que apresenta, servindo de base para recriar esse espaço de forma volumétrica. Pensando nas duas opções de reconstrução volumétrica citadas acima se destaca o uso do 3Ds Max, podendo ser completado por um projetor no caso da reconstrução virtual do espaço.

Restauro-do-Castelo-de-Baena-José-Manuel-López-Osorio.-Imagem-©-Jesús-Granada-1024x442 Projetos arquitetônicos: como usar a tecnologia na preservação
Restauro do Castelo de Baena José Manuel López Osorio. Imagem © Jesús Granada

Novo volume edificado

Quando a proposta de restauro é um novo volume edificado, está diretamente relacionada à construção de novos complexos, que abrigarão novas funções. Para esta, não temos restrições de projeto já que o novo volume pode também ser um anexo à parte, mas a principal intenção seria integrá-las, seja fisicamente, por contextos, texturas, acabamentos, entre outros.

A solução tecnológica para este modelo de preservação seria novamente o uso do ReCap para tratamento da nuvem de pontos, posteriormente a conexão do existente com o novo projeto no Revit, gerando assim a documentação de ambas as fases, além do projeto executivo.

Acesso-de-Visitantes-da-Torre-Kalø-MAP-Architects-Mast-Studio.-Imagem-©-David-A.-Garcia-1024x683 Projetos arquitetônicos: como usar a tecnologia na preservação
Acesso de Visitantes da Torre Kalø – MAP Architects + Mast Studio. Por David A. Garcia

Resumidamente, as soluções descritas acima para projetos arquitetônicos estão divididas nas seguintes atividades: 

  • RECAP – Aplicativo de serviços de captura da realidade e digitalização 3D. 
  • NAVISWORKS – Aplicativo de revisão de projetos, simulação 4D e 5D. 
  • 3DS MAX – Aplicativo de modelagem 3D, animação e renderização e visualização de projetos. 
  • ROBOT – Aplicativo para análise estrutural e verificação de conformidade de códigos. 
  • REVIT – Aplicativo que auxilia a planejar, projetar, construir e gerenciar edifícios com poderosas ferramentas de modelagem de informações de construção (BIM). 

Fontes:

Susanna Moreira. “Reuso adaptativo: 4 exemplos de como intervir no patrimônio arquitetônico” 10 Jan 2020. ArchDaily Brasil. Acessado 23 Jan 2020.

Direção Geral do Patrimônio Cultural. “Património Arquitetônico”. Acessado em 31 de Jan 2020.

CAU BR – CAU MT. “O arquiteto e a preservação do patrimônio histórico”. Acessado em 31 de Jan 2020.

 

Informações adicionais

Conheça as soluções da Frazillio & Ferroni, entre em contato conosco: (11) 3224-1900, (11) 97303-7929 (whatsapp) ou [email protected].

Você sabia que somos Centro de Treinamento Autorizado (ATC®) da Autodesk? Confira nossa agenda de eventos e treinamentos. Acompanhe também nossa página no LinkedIn.

Leia mais

[Artigo] Otimize o planejamento urbano com soluções da Autodesk

[Artigo] Os tempos antigos trazidos à vida através da tecnologia 3DS Max

[Artigo] Como mapear projetos de infraestrutura viária em BIM

[Artigo] Captura de Realidade e a utilização do Autodesk Recap 360

Larissa Gimenez

Especialista técnica no segmento AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção) que já realizou mais de 20 palestras sobre soluções BIM em eventos nacionais. É formada em Arquitetura e Urbanismo pela UNIP (2018) e tem vasta experiência em realizar consultorias e treinamentos para diversas empresas. Na Frazillio & Ferroni, integra a área de serviços profissionais, ministrando treinamentos para profissionais de AEC com foco na metodologia BIM aplicada a fluxos de trabalho. Tem excelente domínio das tecnologias Autodesk Revit e Navisworks.

Cadastre-se para receber a nossa Newsletter