Entenda as novas obrigatoriedades da Estratégia BIM BR

A Modelagem da Informação da Construção (BIM) consiste em uma metodologia que institui o detalhamento das características dos elementos de um projeto, e uma colaboração eficaz entre os responsáveis de desenvolvimento das disciplinas dele, como princípios para conquistar transparência de dados e menos incidência de erros no trabalho.

Esses resultados são concebíveis através do BIM, porque as informações do projeto são inseridas em todas as etapas projetuais, de construção e de operação por meio de tecnologias e adoção de procedimentos internos que atendem essa metodologia. Assim, todo o ciclo de vida e todos os envolvidos conseguem manter um fluxo contínuo de desenvolvimento com os dados realmente corretos.

BIM-no-ciclo-de-vida-de-projetos Entenda as novas obrigatoriedades da Estratégia BIM BR
Imagem 1 – BIM no ciclo de vida de projetos | Autodesk.com

Estratégia BIM BR

Cientes desses benefícios de transparência e menos incidências de erros, alguns países, principalmente na Europa, já têm feito muitos empenhos e estratégias para implantar de forma definitiva o uso do BIM em suas obras públicas. O Brasil também iniciou esse processo com objetivos semelhantes a partir do Decreto nº 9.377, assinado em 17 de maio de 2018, em que instituía o início da Estratégia Nacional de Disseminação do BIM. Entretanto, com a revogação de 250 decretos do novo governo de Jair Bolsonaro, o Decreto BIM passou por algumas alterações e atualmente ficou conhecido pelo número 9.983, assinado em 22 de agosto de 2019.

A Estratégia Nacional de Disseminação BIM, instituída por meio desse Decreto, busca viabilizar, além de uma estrutura governamental para as mudanças com a inserção da metodologia, metas de uso do BIM que serão exigidas para todos as obras públicas.

As obrigatoriedades da Estratégia são baseadas no ciclo de vida das obras, portanto, em certo momento, todos os projetos terão que aplicar o BIM desde a concepção até a operação, já que essa metodologia valoriza a troca de informações em todo o processo de trabalho, conforme explicado.

Entretanto, não será exigido que a abrangência total do ciclo de vida seja feita de uma única vez. Os organizadores da Estratégia separaram as exigências por etapas do ciclo de vida e com intervalos que permitem um desenvolvimento de maturidade BIM das empresas, até que finalmente alcancem todo o processo.

Veja abaixo o Roadmap das obrigatoriedades para as obras públicas no país:

Roadmap-da-Estratégia-BIM-BR-1024x391 Entenda as novas obrigatoriedades da Estratégia BIM BR
Imagem 2 – Roadmap da Estratégia BIM BR | FF Solutions
  • 2021: Exigência do BIM no desenvolvimento de projetos de construções novas ou de reformas (ampliações ou restauros) de Arquitetura e Engenharia.
  • 2024: Exigência do BIM na execução dos projetos de Arquitetura e Engenharia.
  • 2028: Exigência do BIM no gerenciamento e manutenção pós-obra de projetos de Arquitetura e Engenharia.

As obras particulares também serão afetadas?

As obrigatoriedades da Estratégia, instituídas pelo Decreto 9.983, por enquanto, são somente para as obras públicas, porém, à medida que elas forem adotando o BIM em suas etapas de projeto, o mercado de forma geral sofrerá mudanças que acabarão incidindo até nas obras particulares.

Alguns procedimentos no desenvolvimento dos projetos das obras públicas podem requisitar o trabalho de empresas particulares e, para continuarem dentro das exigências do uso do BIM da Estratégia, esses órgãos públicos podem possuir manuais de contratação que permitam somente o recebimento de projetos de autoria externa em BIM.

Além disso, com o aumento de projetos sendo entregues em BIM, os contratantes ficarão mais exigentes para que possam chegar aos mesmos resultados de economia que outras obras terão a partir dessas obrigatoriedades.

Dessa forma, a Estratégia Nacional de Disseminação BIM deve ser considerada por todas as empresas do setor de construção como uma ocorrência relevante que mudará o jeito de construir no Brasil e que gera necessidades de adequação nos procedimentos de todas as empresas.

Fontes:

Diário Oficial da União: DECRETO Nº 9.983, DE 22 DE AGOSTO DE 2019.

Estratégia Nacional de Disseminação do Building Information Modelling – BIM

Informações adicionais

Entre em contato conosco e conheça nossas soluções para fluxos de trabalho BIM: (11) 3224-1900, (11) 97303-7929 (WhatsApp) ou [email protected].

Você sabia que somos Centro de Treinamento Autorizado (ATC®) da Autodesk? Confira nossa agenda de eventos e treinamentos. Acompanhe também nossa página no LinkedIn.

Leia mais

[Artigo] Projetos de Infraestrutura e Estratégia Nacional de Disseminação BIM

[Artigo] GeoSampa e InfraWorks: explore o mapa digital da cidade de São Paulo

[Artigo] Por que investir em fluxos de trabalho BIM?

[Programação] Confira os treinamentos com turmas abertas na Frazillio & Ferroni

Jennifer Angélica

Técnica de Informática pela ETEC da Zona Leste, com foco em programação, e estudante de Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Nove de Julho. Em aprendizado das tecnologias para arquitetura e urbanismo proporcionadas pela Autodesk, bem como os processos e características BIM que elas oferecem. Possui interesse e estudos na área de acessibilidade e urbanismo. Desde 2019 trabalha na Frazillio & Ferroni na área de Customer Success.

Cadastre-se para receber a nossa Newsletter